Anuncie

  ,

Diário de um destruidor de corações





Ultimamente ando meio cansado. Administrar minhas garotas não é uma tarefa fácil, requer inteligência, discrição, estratégia e planejamento, e isso tem me desgastado um pouco. Ser um heartbreaker não é para qualquer um, arrisco dizer que é um dom, e claro, deve ser aperfeiçoado.

Costumo falar que existem duas preferências entre os caras. A maioria gosta de quantidade, competir para saber quem conseguiu mais mulheres mas acabam sem filtro algum. A minoria prefere qualidade, ter uma ou duas garotas bonitas e divertidas acaba sendo o suficiente para eles. E eu, bem, eu sou diferente, eu gosto dos dois, eu gosto de tudo.

Quer me ofender? Me chame de mulherengo! Poxa, se elas soubessem o trabalho que dá ser um heartbreaker talvez elas seriam mais compreensivas. O meu diferencial é a conquista, se esses babacas amadores soubessem o quanto uma mulher é melhor quando está apaixonada eles mudariam a estratégia, mas entendo, é trabalhoso e se você não domina a arte vai acabar enfiando os pés pelas mãos.

Eu não sou má pessoa, não que meu prazer esteja em partir corações, mas é algo inevitável, eu preciso de algo que elas só podem me proporcionar quando estão iludidas. Eu poderia ter apenas a quantidade mas isso é tão fácil que não me atrai. Eu gosto do que é difícil, eu gosto do desafio, da superação, eu gosto daquele olhar de quem está hipnotizada pelo meu sorriso sacana misturado com meu discurso barato, isso é o que me faz vivo, é meu combustível.

A questão é que ultimamente está tudo fácil demais e isso acaba me desanimando, nada de novo, mesmas garotas fúteis, mesmos interesses, mesma conversa, mesmo charminho barato. Eu até gosto disso, mas eu sempre estou à procura de algo novo.
Continua...

Me encontre nas redes sociais:
Instagram - Facebook
Comentários do Facebook
3 Comentários do Blogger